Editorial

Divulgadas ontem no Boletim Focus do Banco Central, as previsões das instituições financeiras consultadas, ao mesmo tempo em que anteveem crescimento da economia de 5,05% para 5,18% em 2021, também trouxeram um ponto sensível. A previsão do mercado financeiro para o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) deste ano subiu de 5,97% para 6,7%. O IPCA é a inflação oficial do País. A estimativa supera o limite superior da meta de inflação perseguida pelo Banco Central.

Na edição de ontem, reportagem chamava a atenção para o reflexo dessa alta dos preços, sobretudo dos alimentos, energia e gás de cozinha, num dos setores mais castigados pela pandemia. O Sindicato dos Bares e Restaurantes de Goiânia estima que cerca de 3 mil empresas já tenham sido fechadas desde a eclosão da crise sanitária. Na mesma reportagem, apesar dessa dificuldade extrema, ficou exposto que pelo menos 500 vagas estão em aberto com a retomada das atividades no setor.

É fundamental, diante desse cenário, que os fundamentos da economia sejam observados pelos meses vindouros, a despeito do apetite eleitoral demonstrado pela lideranças e que em nada contribuem para o enfrentamento dos desafios já postos.

Escolha seu assunto favorito.
E-mail registrado com sucesso!
A partir de agora você receberá seus assuntos preferidos por e-mail.

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários