Uma greve geral, com a paralisação do transporte público, desafiou ontem o presidente argentino, Mauricio Macri, em meio à campanha eleitoral por sua reeleição e sob pressão pela crise econômica que assola o país com uma inflação de 55% e o aumento da pobreza. É a quinta greve enfrentada por Macri desde a sua eleição em 2015. Convocada pelas principias centrais si...