O autoproclamado presidente interino da Venezuela, o opositor Juan Guaidó, denunciou ontem que as forças de segurança de elite do chavismo se aproximaram de sua casa e ameaçaram a sua família, e responsabilizou o governo de Nicolás Maduro. O chavismo negou a acusação. Momentos antes, Guaidó havia anunciado um plano econômico para “frear a inflação” e reduzir os fortes su...
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários