Os Estados Unidos admitiram hoje (30) que a execução da pena de morte do americano Clayton Lockett, de 38 anos, condenado por assassinato, não respeitou o padrão “humanamente esperado” na aplicação da sentença. Lockett morreu de ataque cardíaco 40 minutos depois de ter recebido uma injeção letal, no estado de Oklahoma. A agonia do condenado, que antes de falecer teve f...

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários