Adoro meus encontros com os livros, as maneiras que eles têm de se insinuar e me envolver. Não os escolho, eles é que se fazem notar a tal ponto que me entrego, convencida de que merecem aquele tempo de convivência, em que passam a existir com intensidade em mim, para se integrarem ao que sou. Foi assim que me dei de presente um romance…