Estadão Conteúdo

Dona do melhor futebol do mundo, a Espanha foi dominada pelo Brasil na final da Copa das Confederações, neste domingo (30), no Maracanã. Nos números, foi melhor - deu 15 chutes a gol contra 14 dos brasileiros, teve oito escanteios a favor e maior posse de bola -, mas no campo, foi absolutamente inferior. 
 
Tanto o Brasil foi melhor que Vicente Del Bosque nem procurou desculpas para a derrota. Só lamentou o momento em que saíram os gols. "Não quero minimizar nem arranjar desculpas para a vitória do Brasil, que foi melhor, mas é verdade que tivemos um pouco de azar no começo da partida e no final do primeiro tempo, quando sofremos os gols", disse ele.
 
Para o treinador, que levou a Espanha ao título da Copa do Mundo e da última Euro - Luis Aragonés comandou o primeiro título europeu, em 2008 -, o Brasil mereceu ser campeão em casa. "O Brasil mostrou mais energia em cada ação, tem que receber os parabéns. Eu saio feliz com meus jogadores, que se entregaram ao máximo e fizeram uma boa competição", comentou Del Bosque, ainda no gramado do Maracanã, antes da cerimônia de premiação.
Escolha seu assunto favorito.
E-mail registrado com sucesso!
A partir de agora você receberá seus assuntos preferidos por e-mail.
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários