Estadão Conteúdo

Pressionado pela instabilidade deste início de temporada, o São Paulo fez valer o favoritismo e, com uma vitória simples por 1 a 0, eliminou o Madureira nesta quarta-feira (31), em Londrina (PR). O time paulista garantiu vaga na segunda fase da Copa do Brasil com gol de Brenner.

Em busca do título inédito, o time tricolor foi superior, mas perdeu muitas oportunidades de construir um placar melhor. Pouco criativo, sofreu na articulação de jogadas ofensivas e parou no fechado esquema defensivo dos cariocas. Não convenceu como esperava, mas garantiu a classificação.

Na próxima fase do torneio, o time do técnico Dorival Junior enfrentará o vencedor do duelo entre Manaus e CSA, que jogam na próxima quarta na Arena da Amazônia.

O JOGO

O São Paulo foi para cima já nos primeiros minutos de jogo e precisou apenas de dois chutes a gol para abrir o placar. No primeiro, Brenner tentou de fora da área e a bola passou perto. No mesmo minuto, Marcos Guilherme deixou Edmário para trás, avançou pela direita e encontrou Brenner, de novo, sozinho para marcar.

Atrás de dois gols, o Madureira se fechou, apostando nos contra-ataques, e deu pelo menos dois sustos em Sidão na primeira metade do jogo. Thiago Medeiros, em chute de fora da área, e Luciano Naninho, cara a cara com o goleiro, tiveram as melhores chances.

Os visitantes administravam o resultado. Pela direita, Araruna foi bem na armação de jogadas ofensivas, junto com Marcos Guilherme. No resto do campo, o que se via era um jogo lento e truncado, com muitos passes errados dos dois lados.

Para a segunda metade do jogo, Dorival pediu intensidade e agressividade. Em menos de 10 minutos, o São Paulo teve duas boas chances de ampliar o placar, com Diego Souza, que chutou em cima do goleiro, e com Marcos Guilherme, que teve chute desviado por toque no braço de Thiago Medeiros dentro da área. Os são-paulinos pediram pênalti, mas o árbitro Rafael Traci não viu.

Mas parou por aí. Sem criatividade no meio campo, as duas equipes passaram a ter poucas chances de gol até o fim de jogo. O Madureira ganhou confiança, e chegou perto do empate com Edmário e Catatau, em chute que saiu por cima do gol de Sidão.

FICHA TÉCNICA:

MADUREIRA 0 X 1 SÃO PAULO

MADUREIRA - Douglas; Filippe Formiga, Danrlei, Edmário e Douglas Lima (Renan); Rezende (Téssio), William e Thiago Medeiros; Luciano Naninho, Souza (Derek) e Catatau. Técnico: Acácio.

SÃO PAULO - Sidão; Militão, Rodrigo Caio, Anderson Martins e Edimar; Jucilei, Araruna (Lucas Fernandes) e Shaylon; Marcos Guilherme, Brenner (Paulinho) e Diego Souza (Bissoli). Técnico: Dorival Junior.

GOL - Brenner, aos 16 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Rafael Traci (FIFA/BR).

CARTÕES AMARELOS - Filippe Formiga e Anderson Martins.

PÚBLICO - 4.455 pagantes.

RENDA - R$ 142.880,00

LOCAL - Estádio do Café, em Londrina (PR).

Escolha seu assunto favorito.
E-mail registrado com sucesso!
A partir de agora você receberá seus assuntos preferidos por e-mail.

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários