Feiras especiais, restaurantes e outros segmentos que não tinham ainda permissão para retornar as atividades em Goiânia poderão voltar a abrir as portas ao público na segunda quinzena de julho. Conforme explicou o procurador-geral do município, Brenno Kelvys, após o fechamento por 14 dias das atividades descritas como não essenciais pelo decreto estadual, os outros 14...