O governo do Irã negou hoje (31) informações sobre a realização de testes com mísseis de longo alcance durante exercícios militares no Golfo. "Os testes com mísseis serão realizados nos próximos dias", informou a emissora estatal de televisão iraniana, Press TV.

O desencontro de informações sobre os exercícios navais ocorre no momento em que há um agravamento da tensão entre o Irã e o Ocidente sobre as ambições nucleares do país. Há quatro dias o governo iraniano ameaçou fechar o Estreito de Ormuz, rota-chave para a exportação de petróleo. A ameaça ocorreu em reação à imposição de novas sanções.

Desde o ano passado, o Irã é alvo de uma série de restrições por parte da comunidade internacional devido ao programa nuclear desenvolvido no país. Para a maior parte da comunidade internacional, o programa inclui a fabricação de bombas. As autoridades do Irã negam as suspeitas.

No entanto, os iranianos são submetidos a sanções econômicas, financeiras, comerciais e militares. Por essas restrições, os países ficam impedidos de negociar com cidadãos e empresas iranianas.