Brasília - A ministra da Casa Civil Gleisi Hoffmann, afirmou ontem que o governo quer se certificar sobre os motivos da prisão do pastor iraniano Youssef Nadarkhani para então se posicionar formalmente sobre o caso. Nadarkhani, 33, nasceu numa família muçulmana e se converteu ao cristianismo aos 19 anos. Ameaçado de execução por abandonar a fé, o caso ganhou destaque...